domingo, 22 de outubro de 2006

Goodbye Stranger

Mais um domingo chuvoso, ótimo para as aventuras esportivas...domésticas. Para não dizer o pior, a Sampdoria...ah, sim, aquele time que não ganha...perdeu!! Dessa vez para a Atalanta, em Bergamo. Vou me poupar, e vocês, claro, de maiores comentários. Mais tarde, assisti à vitória do Felipe Massa. Eu adoro Formula 1, e hoje, mais do que nunca, tinha um motivo especial para ver a corrida: a despedida do Schumacher. E pensar que no ano que vem, ele não estará mais nas pistas. Ele foi mesmo um grande à sua maneira, e isso, não se deve questionar mesmo!

goodbye stranger it´s been nice
hope you find your paradise
tried to see your point of view
hope your dreams will all come true
goodbye MICHAEL, goodbye jane
will we ever meet again
feel no sorrow, feel no shame
come tomorrow feel no pain

Resta o consolo de termos um piloto tão jovem e simpático como o Felipe Massa. Não lamenta mais a falta de sorte, se é que a tem, é competente, lutador e soube até então esperar o seu momento. Mereceu a vitória hoje. Há 13 anos um piloto brasileiro não vencia em Interlagos. O último foi o Senna, que venceu em 93 e 94. Nem o Barrichello,o insuportável, conseguiu a façanha. E hoje, ficou lá pra trás. Ô cara indigesto. Vai ser chato assim lá no Everest. Pelo menos não aborreceria o mundo com seu mau humor!
Por falar em chato, até comecei, sem êxito final, a ver a final do Master Series de Madrid. Quem jogava? Roger Federer, aquele que dizia ser chato de tanto ser bom. O resultado? Adivinhem? Ele venceu. hahaha
Bom mesmo foi ver o Milan cair diante do Palermo. Ah...esses dois a zero ecoarão como um sino de igreja na cabeça do mister Ancelotti. Em nenhum momento o time dele, os "rossoneri" ofereceram resistência ao time "rosanero"do Capitano Corini. E depois, ao final, teve peixinho dos jogadores do Palermo. Entonces, Palermo líder, junto com a insuportável Inter.
Um apelo, agora faço, de todo o coração, "from the deepest part of me": Novellino va via! Per carità! Que saudades do Simone Pavan. Acho que hoje ele está no Livorno. Caramba, quando ele jogava, a Samp não levava tantos gols. Sem contar com a beleza nata do rapaz. Parece um modelo de Armani (olha a foto). Agora com o Falcone (feio, careca e ainda BURRO ruim de bola), aquele "pazzo di qualcosa", não só levamos dois ou três gols por partida, como perdemos os jogos. O que ele fez hoje foi indescritível. No italiano seria "una papera", em português eu nem saberia a tradução, mas diria, uma vergonha. Entregou o jogo pro adversário. Como ninguém vê que ele não joga nada? E o Novellino ainda diz que ele é seu homem de confiança na zaga! Pelas barbas do profeta, Walter, vá a um oculista urgentemente antes que a segunda divisão apareça no espelho retrovisor!! So, enquanto o Novellino continuar em Genova, eu não falo mais do futebol da Sampdoria. I'm on a strike. Falarei do Eugenio, do Mister Prandelli, do Palermo, enfim, de gente que merece. Ah, sim, quase ia me esquecendo. Hoje teve gol Santana na Serie A. Não um Santana "brasiliano", ma uno "argentino". Veja a família brilhando em campos europeus...hahaha...melhor...ITALIANOS.