terça-feira, 12 de dezembro de 2006

Charity in Italy

Hoje, terça-feira, foi o dia escolhido pela A.C Sampdoria para fazer a visita de Natal aos internos do Istituto Brignole-Sale, um pequeno asilo mantido por organizações da iniciativa privada na cidade de Genova. O presidente do clube Riccardo Garrone, o treinador Novellino e todos os jogadores do time se reuniram no Instituto para saudar seus "hóspedes" caros. Dentre presentes e autógrafos distribuídos, abraços e afeto de todos os lados, os torcedores "velhinhos" não deixaram escapar da boca dos atletas uma promessa de empenho e dedicação extra para o próximo ano. Olha, não sou eu a única a desejar tanto do Papai Noel uma Sampdoria melhor em 2007.
Quando comecei a acompanhar o futebol italiano há uns milênios atrás, no tempo do Gulit, Van Basten, Klinsmann, Zico e outros, me lembro que Gulit e Klinsman, que jogavam em Milão, o primeiro no Milan e o segundo na Inter, costumavam se fantasiar de Babo Natale e visitar hospitais da cidade semanas antes da celebração do Natal, distribuindo presentes às crianças internadas, autografando camisas e brincando com elas. Era ainda criança quando via isso pela TV junto com meu pai. Nossa, achava isso o máximo! São atletas como esses que fazem falta no mundo esportivo de hoje. Ou melhor, poucos são aqueles que ainda dedicam seu tempo a cuidar dos outros e dar exemplo para aqueles que no futuro desejam ser atletas como seus ídolos. Uma pena que a mídia só dedica espaço àqueles que fazem isso para sua própria promoção!
Bela iniciativa da Samp. Quando serão as visitas do Vasco, Flamengo, Corinthians, Palmeiras aos hospitais públicos, asilos e orfanatos de suas cidades??