sábado, 19 de janeiro de 2008

'Mandrake Domenech'

Eu era assim. Um mágico. Não me chamavam de herói, pois nunca tive a pretensão de sê-lo. Hoje, fiquei assim, amargo e bobão. Não sei perder e reclamo de tudo. Se não gosto de um jogador, não o chamo para meu time. E se cobiçam o que é meu, padecerão sobre meu domínio frio e cruel. Jamais deixo que admirem minha princesa, a Narda. Já tive um reino: Xanadú. Hoje, nem isso tenho mais. Amigo fiel? Só me restou o Lothar. Só que ele também cobiça o que me restou nesse mundo: meu cargo. Meu passatempo atualmente é criticar a seleção italiana e fazê-la tremer diante de meus comandados. Coelhos na cartola? Me restam poucos. Na verdade, por não gostarem mais tanto de mim, muitos fugiram sem deixar pista. Bem que poderiam inventar uma fórmula para me fazer ser que nem ele de novo, o Mandrake. Mas acho que nem isso vou conseguir...