quinta-feira, 21 de junho de 2007

Beautiful Girl - INXS Part I

Estou na fase INXS. Já dura umas três semanas. De manhã, à tarde, à noite, no Mp3. Uma quantidade de músicas que deve deixar a vizinhança louca. Mas eu nem ligo... Eu canto, e sigo em frente.

Difícil escolher um vídeo do INXS que fuja das tradicionais 'New Sensation', 'Never tear us apart', 'By my side', 'Need you tonight'. Esse pequeno filme de 'Beautiful girl' fala da obsessão pelo corpo perfeito, da modelo bonita, mas que não necessariamente é saudável. Tanta gente diferente. Bonita, feia, elegante, brega, com aparelho, nariz grande, gorda, magra... Afinal, o que é ser bonito(a)? É mostrar como se é, ou fingir ser o que não é? Afe, olha eu filosofando de novo...

A música pode não ter sido um sucesso, mas tem um ritmo legal e elementos que caracterizam a banda, como o solo de saxofone que confere ao INXS um charme especial, diferente das outras bandas pop da sua época. Faz parte do álbum, 'Welcome to Wherever You Are', pra mim, o mais perfeito sonoramente. Nele, a banda incorpora ao seu já conhecido repertório, guitarras, gaitas e violões. O álbum não vendeu muito. Parecia que a banda já havia esgotado sua criatividade para fazer hits de rádio. Talvez por isso, se ouvido atentamente, esse álbum revela surpresas. E das boas. Não tem uma música que seja chata de escutar, que te dê vontade de apertar o 'ff'.

É lamentável que Michael Hutchence tenha colocado fim à sua vida. Ele era pop, muito pop. Tinha um estilo próprio, roupas coloridas, calças colantes, cabelos soltos, e um sotaque... Depois dele, a figura 'pop star' deixou de ser sinônimo de rebeldia somente e misturou-se a elegância e estillo. Ele namorou até a Kylie Minogue. Mesmo com tudo aos seus pés, parece que o lado mais obscuro de sua personalidade começou a aflorar. Suicidou-se em um quarto de hotel, quando estava sozinho em Sidnei em 1997.