domingo, 8 de julho de 2007

The King isn't Dead


Bem diz o ditado popular: 'Quem é rei nunca perde a mejestade.'

Com FedEx, ele tem validade prolongada. Hoje, em uma partida emocionante que durou 3 horas e 45 minutos, ele derrotou - mais uma vez - seu rival mais difícil no saibro, e agora um cavalo de batalha duro de ser vencido também na grama, Rafael Nadal. O que há um, dois anos atrás poderia ser encarado como um confronto fácil para 'Mister Eficiência', hoje mostrou-se mais complicado. Rafa melhorou e muito na grama. Conseguiu empatar a partida em 2 sets a 2 antes de permitir que Federer o vencesse com mais facilidade no quinto set e último set. Isso sem contar que os dois sets, a parte o último e decisivo, vencido por Roger, foram decididos no 'tie break'.

Fora o jogo, a presença de McEnroe e Bjorn Borg na quadra central do 'All England's Club' faz os fãs do tênis bem jogado voltarem no tempo. Eu era criança e não me lembro deles. O que sei e vi é fruto de pesquisas e partidas conseguidas em vídeos. Entretanto, durante a transmissão do Sportv fui surpreendida com a notícia de que o tenista sueco, agora no circuito de Masters, virá ao Brasil em novembro. Opa, nunca é tarde para ver alguém como ele, mesmo que ele já tenha entrado na era dos 'enta'! Borg até hoje antes das 14 horas de Londres, era detentor do record de cinco campeonatos seguidos no torneio inglês. Após às 17:45, passou a dividir a marca com o jogador suíço. Seu nome entra, de novo, para a história.

Roger estava emocionado. Chorou ao final da partida, saudou o público com os olhos em lágrimas e deve ter saído de lá com a certeza de que Pete Sampras brevemente ficará para trás no quesito 'conquistar um lugar no gélido coração dos ingleses'. Quanto a Rafael Nadal, sua persistência e humildade o faz ser não mais uma promessa, mas uma realidade. Seu vigor físico e sua constante evolução ainda não foram suficientes para lhe garantir o título na Inglaterra, mas fica também a certeza de que o reinado de Federer não será tão absoluto, como se poderia supor.


Nota também para os tenistas Arnaud Clement and Michael Llodra, que venceram a final de duplas derrotando os vencedores do ano passado, Bob and Mike Bryan. A dupla é a primeira na era dos Slams a conquistar o título para a França.

And God save the game of tennis!

Fotos do post: Wimbledon.org / montagem de Cyntia