sábado, 4 de agosto de 2007

'Psicologia de um Vencido' recomenda

Vamos virar um pouco o disco e falar de cinema... A partir do dia 10, entrará em exibição nos cinemas do país o filme 'Primo Basílio', adaptação da obra do escritor português Eça de Queiroz, dirigida por Daniel Filho. No elenco Deborah Falabella, Reynaldo Gianechini, Fábio Assunção. Uma boa pedida para aqueles que curtem a literatura no cinema. Desde já, o filme já entra na lista dos 'must see' de agosto. Para quem já leu o livro, uma ótima chance para recordar a história, e para quem não conhece o livro e nem acompanhou a minisérie exibida pela Rede Globo, uma oportunidade de ouro de ver nas telas uma obra que causou enorme polêmica quando da sua publicação.

Eça de Queiroz conseguiu ao longo de sua carreira, escrever sobre temas polêmicos (O Crime do Padre Amaro) e sobre temas relacionados ao universo feminino (o adultério, principalmente) com uma sutileza somente antes alcançada por Flaubert e Balzac e posteriormente 'imitada' por Machado de Assis. O interessante elemento trazido para esse filme é a sua transposição para o Brasil da década de 50, data da construção da cidade de Brasília.

Deixo para vocês a sinopse retirada do site www.guiadasemana.com.br.

------------------

A jovem Luísa vive uma vida comum com seu marido, o engenheiro Jorge. Sonhadora, ela adora assistir novelas e ouvir os casos extra-conjugais de sua amiga Leonor. Apesar de gostar destes romances, não acredita que teria coragem de trair o marido. Esta opinião começa a mudar quando, ao mesmo tempo em que Jorge é chamado por Oscar Niemeyer para ajudar na construção de Brasília, o Primo Basílio, por quem era apaixonada antes do casamento, volta de uma temporada na Europa, para resolver alguns negócios em São Paulo.

O jovem sedutor usa seu charme para convencê-la de que o amor de adolescente entre os dois ainda existe. Com a ausência do marido, as investidas do primo e os conselhos de Leonor, Luísa acaba se deixando levar e vive um tórrido romance com Basílio. Porém, o conto-de-fadas dura menos do que ela esperava, já que descobre que sua destratada empregada, Juliana, conseguiu provas para um grande plano de chantagem contra ela. Agora, prestes a ter seu marido de volta, Luísa percebe a indiferença de seu primo ante a pressão da empregada.

Com direção de Daniel Filho, de Se Eu Fosse Você, Primo Basílio é uma adaptação ao Brasil da década de 50 do livro homônimo do escritor português Eça de Queiroz, escrito em 1878. Esta é a terceira vez que o diretor trabalha com a atriz Glória Pires, que faz a empregada Juliana. Para viver o papel, Glória passou por um processo de maquiagem para enfeá-la. O filme ainda conta com a participação especial de Laura Cardoso e Guilherme Fontes.