domingo, 30 de setembro de 2007

'Meglio Tarde Che Mai'

Se você me contasse que hoje, em um único dia Cassano e Quagliarella marcaram seus primeiros gols no campeonato, eu lhe diria: de uma só vez? Fico com a hipótese da coincidência. Uma feliz coincidência. E completo com um sonoro 'ATÉ QUE ENFIM!'

Consta na Sampdoria a presença de um certo jogador chamado Sergio Volpi, que devido a constantes lesões, vai e volta do time. Esteve ausente na vexatória derrota para a Inter de Milão no meio da semana. Hoje em campo, o 'capitano blucerchiato' deu mais um daqueles seus passes milimétricos nos pés do 'talento barese' que acertou o gol e vibrou muito. O primeiro tento da partida foi de autoria de Claudio Bellucci, aquele mesmo que eu havia dito que reclama muito. Jogar bola. É isso que ele deve fazer em Gênova. Viu só no que dá? O último gol 'doriano' foi marcado por Paolo Sammarco.

Do clássico entre Roma-Inter, fica o marcador 4-1. De novo. Esse placar parece perseguir a Roma ultimamente. 1,2,3 4... e um gol de honra, que na verdade, foi o que empatou momentaneamente o jogo, marcado por Simone Perrotta. Impressionante que de uma semana para outra, os cronistas italianos voltaram a exaltar a Inter. Remam conforme a maré. Me diga, foi a Inter que jogou bem, ou a Roma, que nem entrou em campo e que com um jogador expulso, teve suas chances reduzidas de fazer a partida como ela gosta? Até acho que após marcarem o primeiro gol os romanos foram afoitos na tentativa de marcar o segundo, como em Manchester. Roma, um time que definitivamente peca pelo lado mental, sem querer entrar muito no clichê. Agora, Ibra continua 'Demolidor'. Taí, será o apelido que darei a ele. Giuly, o francês vilão, que se esqueceu momentaneamente que não estava jogando 'rugby' ou 'handball' e meteu a mão na bola para tentar tirá-la do gol. Por esse gesto, levou merecidamente um cartão vermelho e deixou seu time com um a menos. O jogo poderia ter tido outro resultado, se não fosse ele, o francês, vilão da rodada.

Teve ainda a Fiore que derrota o Livorno, que permanece com Orsi (expulso), até que mais uma derrota os separe. Será ele, um ex-vice de Mancini, o primeiro treinador a perder seu cargo? Em algum site de esportes do país, já há até uma enquete para os internautas. Primiera 'doppietta' para mais um argentino na Serie A, Daniel Osvaldo. Assistências de mais outro argentino, parente ilustre, o Santana, o Mario Alberto, que também deixou seu nome no 'tabellino'. Pera aí, mas não era a Inter o time dos argentinos na Itália?

Hoje o sofrível Milan do Berlusconi, 'vice-allenatore' em pleno exercício de suas atividades de Presidente do A.C Milan, entra em campo para empatar em casa com o Catania. Na tribuna estava ele, o homem mais poderoso da Itália, observando de perto o que Galliani já deve ter lhe dito inúmeras vezes por telefone e que ele deve ter custando a acreditar até conferir ao vivo. E ainda estava lá o Baldini, o destemperado. Pareceia tão calmo... Em campo na Domenica de futebol, entra no Catania, lá para a metade do segundo tempo, um jogador de sobrenome 'Sabato'. Graças a Kaká, de pênalti, o Milan empatou. Receita de Galliani e sua gravata amarela: 'devemos meditar'. Perguntinha que não quer calar: onde está 'Wally Ronaldo?'

O Napoli perdeu para o Genoa, lá em Nápoles. Gol contra de Cannavaro, o irmão mais novo de Fabio, do Real Madrid e de Sculli para os visitantes. O Napoli está teimando em contradizer alguns leitores desse blog. Ora está em lua-de-mel com a cidade e a torcida, ora entra em crise! Daqui a pouco desperta até o Vesúvio... É aí que mora o perigo. Estranho como o time tem atuações irregulares. Acho que como muitos italianos, acabei por cair no conto do 'fantacalcionapoletanoportenho'. Aquele mesmo que diz que algumas vitórias colocam o time no paraíso, ainda mais se for com gol de argentino - Pampa Sousa ou Lavezzi. O problema é acordar e encontrar-se um dia na zona de rebaixamento com vistas para a cratera do Vesúvio...


Para finalizar o 'Derby della Mole'. Você sabe o por quê desse nome? É em referência à 'Mole Antonelliana', onde está o Museu Nacional de Cinema, construção que caracteriza a cidade de Turim, sede dos dois times: Juventus e Torino. Na ESPN todos pareciam já acontentados com o empate, e eu me incluo nesse time, quando já nos descontos, Trezeget, que estava sumidão no jogo, apareceu e deixou seu nome no 'tabellone'. Santo David Trezeget! Estava me preparando para sair quando ao longe escutei um grito familiar. Gooooolllll...... Sem querer ser chata, a transmissão dessa partida na ESPN foi uma das piores que já assisti. Fiquei com a nítida impressão de que comentarista e narrador gostariam de estar em qualquer lugar, menos naquele estúdio. Até acho que o jogo não ajudou muito, mas olha, já teve transmissões melhores.


Celebrações da 'Oktober Fest' em München. Luca Toni e sua bela companheira, Marta Cecchetto. Um casal simpático, sem dúvida, e muito menos glamuroso do que a família Totti. Toni ontem marcou mais um gol na 'Bundesliga'. Vestidos à caráter, ambos tiraram essa foto para ajudar na promoção do evento na Bavária, terra da cerveja quente. Boa cerveja, só para constar!


Fotos do post: Gazzetta.it / Virgilio.it / Sampdoria.it

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Fim de semana 'Seal' continua...

É difícil escolher uma, duas, três...

Don't Cry




Waiting for You




Future Love Paradise

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Uns Versos que eu não escrevo...

Sou sua noite, sou seu quarto
Se você quiser dormir
Eu me despeço
Eu em pedaços
Como um silêncio ao contrário
Enquanto espero
Escrevo uns versos
Depois rasgo
Sou seu fado, sou seu bardo
Se você quiser ouvir
O seu eunuco, o seu soprano
Um seu arauto
Eu sou o sol da sua noite em claro,
Um rádio
Eu sou pelo avesso sua pele,
O seu casaco
Se você vai sair
O seu asfalto
Se você vai sair
Eu chovo
Sobre o seu cabelo pelo seu itinerário
Sou eu o sou paradeiro
Em uns versos que eu escrevo
Depois rasgo
E depois rasgo

(Uns Versos - Adriana Calcanhoto)

'Siamo Caduti in volo'

Super, hiper Ibra. Chuva, muita chuva e três 'doppiette' em cinco rodadas de campeonato. O primeiro um tiro de direita potente, sem chance para Mirante. O Segundo, dentro da área, ele deixa três marcadores perdidos. Ao ver o lance ao vivo, enlouqueci. Só que não fui a única... Sampdoria que não ofereceu resistência à Inter. Se em outros confrontos contra os times de Milão, perdíamos ou empatávamos, ao menos os adversários temiam por um contra-ataque que poderia mudar o marcador. Ontem, não havia time em campo. Ataque? Qual? Não entendo porque de Cassano demora a entrar nos jogos. Se estamos no sufoco, sinceramente, um Cassano ainda pode surpreender mais do que um Bonazzoli a meia força, ou um Bellucci sem vontade.


O Milan perde do Palermo na Sicília. Foi esse mesmo Milan que venceu a Champions há cerca de 4 meses? Foi. Destaque para o gol da vitória marcado por Miccoli já nos descontos. Uma mãozinha suspeita do Amauri no lance do gol de Diana... Clarence Seedorf coloca
uma bola na trave e acerta uma. Nada mal.

E o confronto entre Roma-Fiorentina teve bem 4 gols. Mutu faz seu 100º jogo na Serie A italiana. Quem viu gostou. Jogos entre os times de Prandelli e Spalletti costumam ser muito movimentados. Sempre há gols e emoção. Não tem essa de defender empate porque beneficia ambos. Claro que para a Roma a vitória seria mais do que necessária para acumular pontos e manter os 'neroazzurri' afastados. Mas sábado vem aí e mais um confronto entre ambas 'squadre'. Como dizem os italianos: 'Da non perdere!' Ah, e hoje é aniversário de Totti...


A Juventus? Bem, a 'vecchia signora' detona os coitados de Reggio Calabria. 4 gols. Legrottaglie, Salihamidzic, Trezeguet e Palladino. Del Piero nem jogou dessa vez. Descansou. Domingo é dia de 'derby'. Juventus-Torino. Outro confronto mais do que esperado. Tomara que as expectativas sejam satisfeitas dessa vez. O português Andrade operou nessa semana o joelho cuja rótula se rompeu e ficará afastado dos gramados por cinco meses. Hoje nos treinamentos, Nedved 'scatenato' marcou 3 gols.


Em Parma, vitória do 'gialloblù' contra o 'granata'. O lance mais cômico foi protagonizado por ele, Mister Novellino. Suspenso, não poderia sentar-se no banco de reservas. Parece que se escondeu no vestiário para dar instruções aos seus atletas no intervalo. Dentro de um cesto onde se transportam garrafas e outras coisas para os atletas. Foi descoberto. É o espírito do 'Fantasma' que se apoderou dele. Esse 'Fantasma'... Poucos podem vê-lo, mas quando é descoberto, faz estragos...

A Lazio conquista a primeira vitória no campeonato. 'Doppietta' de Rocchi e um golaço de Pandev. E para comemorar ainda mais, o retorno de Stefano Mauri fez a diferença. O Cagliari é daqueles times ótimos para reabilitar os adversários. Vai lutar para permanecer na máxima série. Cinco jogos, três derrotas, um empate e apenas uma vitória.

O Napoli, para alguns, cavalo paraguaio, graças a Roberto Pampa Sousa, vence com um placar simples, mas que dá ao time a terceira colocação nesse momento na Serie A. Nem os mais otimistas Napoletanos poderiam esperar tanto.

Acompanhar o Calcio durante a semana não combina comigo...

A Paz


A paz invadiu o meu coração
De repente me encheu de paz
Como se o vento de um tufão
Arrancasse meus pés do chão
Onde eu já não me enterro mais
A paz fez o mar da revolução
Invadir meu destino, a paz
Como aquela grande explosão
Uma bomba sobre o Japão
Fez nascer o Japão na paz
-----

(A Paz - Gilberto Gil)

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Boa Sorte!

Parece estranho. Uma Palmeirense assumida desejando boa sorte a um 'corinthiano'. Seria, se esse não atendesse pelo nome de Nelsinho Baptista. Por mais estranho que pareça, eu sou fã dele sim, porque já tive o privilégio de conhecê-lo e pude comprovar que é uma pessoa com um coração enorme. Aliás, esse dia foi muito especial. Daqueles que lembrarei para sempre. Realizei um sonho que alimentava desde criança. E valeu muito à pena. Só que foi na Gávea...


Meu pai vai ficar feliz com a notícia. Deve pensar que finalmente verá sua filha torcer para o Corinthians, nem que seja para empatar os seus jogos... Não. Torcerei para que o Corinthians vença sempre, sem jamais deixar a fé 'verde' de lado.

Só espero que ele já tenha superado aquela fase de chiliques que o contaminou no ano passado quando ele estava no Santos. Treinar o Corinthians exigirá dele uma dose extra de nervos e uma filosofia zen, muito zen, demasiadamente zen todos os dias ao acordar de manhã e se dirigir para os treinamentos.

Boa sorte Nelsinho!

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Primavera, seja bem-vinda!


A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.

Cecília Meireles

domingo, 23 de setembro de 2007

'O Fantasma'


A 'pareggite' voltou a assombrar em Gênova também... Quem mandou eu ficar falando mal do time dos outros? O castigo dessa vez veio encoberto por uma máscara.

Acho que isso tudo deve ser da inteira responsabilidade do 'Fantasma'. Mas como ele é herói e salva todo mundo na hora 'h', espero pelo seu milagre... Não hoje porque não dá mais tempo.

Ele se materializou em campo na forma de vários homens, só que todos foram vilões. Um deles foi o Bellucci que em um lance de jogo, acertou o goleiro do Genoa, o brasileiro Rubinho' que por alguns segundos ficou desacordado e em seguida deu lugar ao seu reserva. Depois foi a vez de um Montella mal humorado, que ao ser substituído pelo Cassano, fez cara de poucos amigos. Por último o próprio Cassano que entrou e nada fez. Assim termina o derby. 0 a 0. Que jogo chato! O que mais me irrita na Samp é a insistência do Delvecchio, Bellucci, Palombo e Volpi a chutarem de fora da área. Perdem chances claras de tentar furar o bloqueio do adversário e trabalhar a bola. Noventa por cento das vezes essa jogada não funciona.

Sampdoria está 1 ponto à frente do Torino, do outro Walter. Eu esperava por um 'punteggio' melhor nessa temporada. Chega de futebol por hoje! Hora do cinema.

'Doppiette' Days

Foi a rodada das 'doppiette'. A começar no sábado com sempre ele, Alberto Di Natale, que com seus dois gols ajudou a Uidenese a conquistar três pontos no confronto contra a Reggina no Friuli. Como se não bastasse, seus gols a favor da combalida Nazionale, Totó festeja da melhor forma sua 100ª partida com a camisa da Udinese. Para quem há um mês atrás corria risco de ficar fora do time, em 20 dias uma recuperação espetacular. Quagliarella? Ah, sim, continua jejuando. Quem sabe ao retornar ao Marassi nessa quarta-feira, ele reencontra o caminho do gol?

Na partida Juventus-Roma teve de tudo. Inclusive pênalti perdido por Del Piero. A bola foi parar em Conegliano, sua cidade natal. Lá em Vêneto... O confronto anunciado foi até agora o melhor da Serie A. A Roma pecou somente por não liquidar o embate quando pôde. Jogou melhor. Resultado, a Juve chegou ao empate. Para a Juve, Trezeguet anotou seu tento de número 100 na Serie A. Todos 'bianconeri'. Jorge Andrade sai de campo machucado. Ele tem fãs por aqui. Estava em todas as bolas. E Birindelli, que entrou em seu lugar, se comprometeu semana passada, até que hoje deu pro gasto. Iaquinta fez o que se espera da um bomber. Marcou seu gol, sacramentando o empate. Totti marcou os dois gols do time da capital. Você repaprou que na braçadeira dele de capitão estava escrito o nome de sua filha, a Chanel? Você reparou que na tribuna do Olímpico sentava um certo American, Spike Lee? Você percebeu que D. Illary Blasi, a primeira dama do futebol romano, também marcou presença? No fim, um clima para lá de amistoso entre os atletas em campo. E viva o futebol bem jogado!


Ibrahimovic não marca gols na Champions há um bom tempinho, mas no campeonato voltou a marcar hoje. Também duas vezes. Deu o empate para a Inter que começou perdendo do Livorno. Um pênalti para cada lado. Mas pera aí? A Inter não teve um jogador expulso? Em desvantagem no placar duas vezes, os 'neroazzurri', para alívio de 'Massimo de Milano', reagem e buscam o empate. Elogios da crônica a Adriano e a Júlio Cesar. Este último, pelo visto, salvou a pátria interista. O campeonato é longo, eu sei, mas um dia a casa cai... Seis partidas oficiais, duas vitórias apenas.


Fiorentina 'Mutu' vence, com gol do romeno, o Catania. O Torino, do Walter, que só empata, segue a tradição e coleciona o quarto 'pareggio' em 4 rodadas. Eu já havia dito que a 'pareggite' da Inter de dois anos atrás era contagiosa. Depois de rondar os arredores de Gênova insistentemente nas duas últimas temporadas, o vírus 'quase' letal ameaça levar pânico e destruição para a cidade de Torino, colocando já em alerta os torcedores locais. Mister Novellino e seus comandados precisam se vacinar contra ela urgentemente, senão...


Um pulo na Bundesliga, onde meu radar detecta presença italiana em campo. Hoje, de volta aos palcos germânicos, o Bayern de Munique vence e bem o Karlsruhe, ex-time do hoje aposentado, Thomas Hässler, por 4 a 1. E ele, Luca Toni deixa sua marca. Será que ele já está melhor nas aulas de alemão? Acho que não vão deixar ele sair de lá mais não! Viva o Toni!!



Fotos do post: Virgilio.it / Gazzetta.it

Pink Panther em 'Pink Da Vinci'

Clouseau Goes to America - Humor



'I would like to buy a hamburger...' Hilário!

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Fim de Semana 'Seal'

Batman, meu eterno herói que está tatuado em mim. Imortalizado em Kiss from a Rose


It's time to move on. Crossing that bridge with the lessons I've learned...



Excelente fim de semana para todos!

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

O poço de petróleo, a Lavadeira e o Calcio

Fim de semana de mais uma rodada na Itália. Já no sábado com os dois jogos que abriram a rodada, a performance quase nem tão mais inédita assim de Dida com a camisa número 1 do Milan. Um daqueles lances que só ele sabe fazer. O adversário chuta em direção ao gol, ele bate roupa e o rebote sobra nos pés de Kaladze, que fura e deixa a bola de presente para o Maccarone, do Siena marcar o primeiro gol do combate. Mas, nem tudo estava perdido. Sem Kaká, Seedorf jogou por 10, com direito a bola na trave aos 95'. Nesta, como bom 'amigo', salva o time da derrota. A lição que fica: quem tem Dida, só não sofre mais do que quem tem Castellazzi! Aliás por falar em goleiros, o time da cidade do 'Palio' é internacional no setor. O titular é o austríaco Manniger e o reserva, que diga-se de passagem atuou bem no sábado, é o grego Eleftheropoulos (é isso mesmo!).

No mesmo dia, meia hora depois, um insosso empate de 0 a 0 entre Lazio e Empoli. A Champions está chegando para os 'laziale' enquanto que para os empoleses, a UEFA está a caminho. Não pude resistir e dormi no sofá. zzzzzzzzzzzz.....

No domingo, o dia das escolhas. Como sofro para escolher que jogo seguir na TV. Tinha Juvenstus - Udinese, melhor, tinha Quagliarella na TV. Roma e Reggina e no fim da lista, Inter e Catania. Se soubesse que Adriano atuaria desde o início, até dava para ver uns lances.

Optei, e mal, pelo jogo da Juve, opa, pelo do Quagliarella, que ainda não se deu conta de que o campeonato começou. A Udinese costuma dar trabalho para Inter, Milan e Juve. Parece que seus jogadores passam o campeonato inteiro a esperar por esses confrontos. Nem tomam conhecimento do fato de jogarem como visitantes. Depois de perder de 5 do Napoli, você acreditaria que eles venceriam a Juve, em Turim, que vencera o Livorno e o Cagliari? Venceram e o marcador foi o Di Natale. Ele de novo. A Juve perdeu Camoranesi machucado. Ficará dois meses afastado. Perigo de gol com Del Piero 2 vezes. Que azar! Realmente. E o 'poço de petróleo'. Foi assim que o comentarista classificou o lado da defesa 'bianconera' protegida (?) por Birindelli. Uma riqueza para o adversário. Substituir Trezeguet me fez ir à loucura e o Iaquinta aquela altura... Nota engraçada é o apelido dado ao estreiante português Tiago. 'Lavadeira'. Por que? Explico depois!


A Roma... claro, venceu seu jogo contra a Reggina. Um dos gols 'verde-amarelo': Juan. O outro: adivinha? Totti, proprietário de Roma e da Roma. Estréia de Cicinho que jogou por 20 minutos. Semana que vem tem Roma - Juventus. Eu estou começando a achar que a Roma vai papar esse campeonato. Sigo um pouco a tendência cabalística dos italianos em geral. A última vez que a Roma venceu as 3 primeiras partidas seguidas no início da Serie A foi o ano do último 'scudetto' com Don Fabio e Batigol. Um time que dá gosto de ver jogar.

A Fiorentina deixou a Atalanta empatar o confronto. Vieri marcou o gol que poderia ter sido o da vitória 'viola'. A Atalanta teve um atleta expulso. Bonito foi o gol de empate de Zampagna. Ele e Doni são a Atalanta e mais 9. Prandelli parecia incrédulo ao fim do jogo. Pudera, né?


Palermo e Torino: Corini que reencontra seus antigos 'tifosi' que o saudaram calorosamente. Destaque para o primeiro gol do Recoba com a 'maglia del Toro'. 'Mister' Novellino foi expluso porque se rebelou, invadiu o campo e foi para o chuveiro mais cedo. Ah, o Torino empatou todos os seus 3 jogos. Depois dizem que eu implico com o Walter... hahaha Eu avisei, as coisas com ele são assim. Conselho irônico: para recuperar Recoba, Moratti, o 'Massimo de Milano' deveria ter contratado Walter Novellino. Já pensou?


Em Nápoles, a Sampdoria visita o time de 'Lavezzi' e 'leva' para casa dois gols de saldo negativo em sua bagagem. Agora, sem Volpi, já era de esperar. 'Capitano' volta logo! Zalayeta e Hamsik marcaram. E os italianos capricharam nos elgios a Lavezzi de novo: 'Lavezzi e Hamsik não são meteoros, mas sim verdadeiras estrelas'. Palavras do Corriere dello Sport. Segundo a publicação, Lavezzi aniquilou a defesa da Samp no primeiro tempo. Os napoletanos sofrem do 'Complexo Maradona'. Nem Freud explica. Eu explico, humildemente. Maradona foi rei nos gramados, hoje é um simples mortal tentando encontrar seu lugar nesse mundo. Não adianta querer achar que qualquer baixinho, com bola no pé e toque de classe possa ser como ele foi. Ele é incomparável, não haverá JAMAIS outro como ele. Não adianta! E de tanto criar expectativas o Napoli amargou a Serie B por quase 10 anos!

A Inter venceu em casa o Catania. Adriano estava entre os 11 titulares. Sabe, fiquei feliz ao vê-lo em campo. Ele é um dos poucos dessa safra que defendo e sei o que digo, sinceramente. Ele merece mais uma chance e mais outra e outra, nem que seja para depois brilhar em outro lugar. A Internazionale faz jus a seu nome. Em campo ontem: 4 brasileiros, 1 sueco, 1 português, 4 argentinos, mais o Stankovic e Dacourt. Só o Mancini de italiano. Acho isso o fim da picada... Crespo e Cesar marcam os gols dos interistas e lá se vai minha bandeira... Aposta é aposta. Perdi. Fazer o quê?

No fim, a terceira rodada se revelou a rodada do retorno dos 'desaparecidos': Vieri ( Fiorentina), Borriello (Genoa), Recoba (Torino), Crespo ( Inter), Tavano ( Livorno) e Cesar ( Inter). Todos deixaram sua marca no 'tabellino'.



Fotos do post: Corriere dello Sport / Calcio Serie A / Goal.com

domingo, 16 de setembro de 2007

1 ano!

Neste fim de semana, 'Psicologia do Vencido' completa 1 ano de vida!

Parece brincadeira que há um ano atrás comecei a aventura pelo mundo blogueiro. Hoje, posso afirmar sem medo de errar: ser blogueira é um estado de espírito, e vicia! Para o bem, certo?

Parabéns e muitos anos de vida ao 'Psicologia de um Vencido'! E claro, a mim... Porque eu quero muitos anos para poder ser muito feliz e para continuar a escrever aqui!


'The wise man said just find your place
In the eye of the storm
Seek the roses along the way
Just beware of the thorns.'
(Send Me An Angel - Scorpions)

Obrigada a vocês leitores do blog! Sem vocês o que seria desse espaço?

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Fim de Semana 'Cranberries' continua...

Decida-se:






E continue a sonhar...

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Champions League

Na próxima semana, inicia-se nos gramados europeus a disputa da UEFA Champions League, torneio que reúne os grandes clubes do velho continente.

Durante os próximos sete/oito meses, para nós do Brasil, as ESPN mostrarão ao vivo os jogos em que os grandes craques do futebol mundial mostram sua arte, seja para nos fazer vibrar, seja para nos irritar quando aquele lance não dá certo e o gol não sai.

A presença dos grandes esquadrões está garantida, exceto pelas ausências de Bayern de Munique, que vai disputar a Coppa UEFA e da Juventus de Turim, que tendo disputado, e vencido, a Serie B da Itália, fica de fora do torneio nesse ano. Times como Milan, Real Madrid, Chelsea, Manchester United, Internazionale, Porto, Barcelona, Lyon, Lazio, Sporting, Valência, Werder Bremen, Celtic entre outros, disputam a partir de terça-feira, dia 18, o troféu de Campeão de Clubes da Europa.

Dentre algumas coisas para lá de infelizes, a pobre Roma terá que enfrentar o Manchester United duas vezes só na etapa de grupos. Aquele 7 gols ainda devem pesar na cabeça dos 'gladiatori'. Enquanto isso, o campeão Milan, com a sorte grande, caiu em grupo teoricamente fácil: junto com o Shakhtar Donetsk, Benfica e Celtic.

A Sampdoria? Não, obrigada. Ainda não chegamos lá. Mas, quem não tem Champions League, vai de Coppa UEFA. Quero dizer, ainda há dois jogos para se chegar à fase de grupos. O problema se chegarmos lá são os alemães... Já pensou se cairmos no grupo deles? Mas o post não é sobre a Samp, certo?

Destaco algumas curiosidades da Liga dos Campeões:

  • 32 clubes, dividos em 8 grupos de 4 cada um;
  • Itália e Espanha são os países com o maior número de títulos, 11;
  • O Milan, campeão de 06-07 já faturou o troféu bem 7 vezes. Só perde para o Real, como bem diz o nome, nobre e vitorioso bem 9 vezes;
  • Paolo Maldini, jogador do Milan, fez até agora 148 partidas, todas com a 'maglia rossonera';
  • Alex Fergunson, o 'Sir' escocês dos ingleses de Manchester, dirigiu seu time por 184 jogos. Aliás, desde 96-97, o United participa da Liga seguidamente;
  • Bob Paisley, treinador do Liverpool é o mais vitorioso dos 'misters'. Venceu a liga 3 vezes (77,78 e 81);
  • Gento López, jogador do Real Madrid conquistou a Liga 6 vezes (56,57,58,59,60 e 66) e é seguido de perto por Maldini, o 'inoxidável rossonero' que venceu até agora 5 vezes. Percebeu o até agora, não?
  • Carlo Ancelotti e Miguel Muñoz venceram a liga como atletas e como treinadores, atuando por Milan e Real Madrid, respectivamente;
  • Raúl González Blanco, atacante dos 'galacticos' é o mais prolífico artilheiro, tendo balançado as redes 56 vezes, uma a mais que o ucraniano Shevchenko, seguido de perto pelo Rudd Van Nistelrooy, hoje no Chelsea, com 53 gols!;
  • Dos italianos, Inzaghi, do Milan (de novo Milan!) aparece com 40 gols. Del Piero, com 38. Se Alex tivesse jogado no ano passado...;
  • Dos brasileiros, Rivaldo encabeça a lista com 27 gols e empatados em segundo lugar Élber, o paranaense, ex-bavário e Jardel, a quem os vascaínos devem um título, com 25 gols. Kaká está chegando, tem 21!;
  • Clarence Seedorf venceu a liga atuando por 3 clubes diferentes: Ajax em 95, Madrid em 98 e Milan em 2003 e 2007;
  • Na história da Liga, foram 4 os 'derbies' jogados. Atlético de Madrid X Real Madrid (58-59), Inter X Milan (02-03), Chelsea X Arsenal (03-04), Inter X Milan (04-05);
  • Em 2 ocasiões, a disputa na final reuniu times do mesmo país: Real Madrid e Valência duelaram na temporada 99-00, Milan e Juventus foram os finalistas de 02-03.

Esses são os bons. Agora há também uma coisa que se chama derrota. E nesse quesito, Kosice, Fenerbahçe, Spartak Moscou, Bayern Leverkusen, Anderlecht, Rapid Viena e Levski Sofia se destacam porque na fase de grupos, eles conseguiram sair da competição perdendo todos os seus jogos. No total, 6 derrotas! Pobre torcedor...

E para finalizar: Marcello Lippi, o Paul Newman do futebol, disputou 4 finais (96,97,98 e 03). 'Poveretto', só venceu uma, a de 96 lá no Estádio Olímpico de Roma, contra o Ajax, e bem ao estilo italiano: na disputa de pênaltis! O 'castigo' veio em 03, quando a Juve perdeu para o rival Milan... nos pênaltis.

Enfim, percebi em minha rápida pesquisa que a Champions é um grupo seleto de clubes. São sempre os mesmos que aparecem nos 'stats', seus jogadores são os mais bem pagos, seus treinadores são os mais valorizados e nós é que somos privilegiados em poder seguir tudo isso. Que venha a 'Champion dos Champions'!


Eu aposto na repetição. Afinal, para que mudar o que está bom!


Dados: Guia dos Europeus da Revista Placar e Arquivo Pessoal

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

'Last Kiss' by Pearl Jam

Para os fãs do Pearl Jam... Não o refrão, claro, mas o vídeo! hahahaha

Oh, where oh where can my baby be?
The Lord took her away from me
She's gone to heaven, so I got to be good
So I can see my baby when I leave this world.

'I want to break free' by Queen

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

Uma cilada DE Roger 'Rabbit'

Pobre Djokovic. Bem que ele tentou, mas é quase impossível resistir a Federer, mesmo que ele não esteja em seus melhores dias no circuito.

Todos os anos ao assistir à final do US Open, minha mente sempre retorna ao 11 de setembro de 2001. Talvez por isso, o torneio tenha perdido um pouco de sua magia para mim. Eu o associo a esse momento triste da história mundial. Mas não é aqui o momento para detalhes.

O que fica é a vitória de Federer. Sua 'cilada' foi talvez deixar Djokovic por alguns momentos no jogo, achar que poderia derrotá-lo. No primeiro set, Djokovic com 40-0 permitiu a reação de Federer. A decisão foi para o tiebreak e aí, já era. Federer 7-6

No segundo set, quase 'replay'. O sérvio teve dois 'set points' e cedeu o empate para o suíço e o confronto foi decidido novamente no tiebreak. Outro 7-6

Com dois sets a seu favor, ficou mais fácil para FedEx impor seu jogo e derrotar com mais facilidade seu oponente por 6-4.

Assim é Roger Federer. Quando seu adversário acha que está chegando lá, ele tira um ace da cartola. Desfila um golpe mortal de direita e reduz a pó as esperanças de que seja derrotado. Seu semblante é o mesmo. Quando está vencendo, ou quando está perdendo. Não há uma mostra de que está buscando sair de uma 'cilada'. Ele É a 'cilada'. Quissá seus batimentos cardíacos se alteram? O apelido de 'iceberg' deveria ir para ele. Que me perdoe o senhor Borg!

Décimo segundo Grand Slam de Roger Federer. Precisa dizer mais? Pete Sampras brevemente ficará para trás. Essa é minha aposta pessoal.

Estiloso seu 'look' Homem-Aranha de ontem. Todo de preto. Uma elegância só. Djokovic tinha que sorrir mesmo. Não é todo dia que se chega a uma final de Slam. E outra, a Sharapova estava na platéia. Ah, as fofocas ficam para depois...

domingo, 9 de setembro de 2007

'Tanto rumore per nulla'. 'Vince la tensione'.

'Muito barulho por nada'. 'Vence a tensão'. Assim, continua a saga de Lady Cyntia à caça dos títulos 'operísticos' dados aos acontecimentos esportivos na Itália. Esses vêm do jornal cor-de-rosa: a Gazzetta dello Sport.

A começar, lamentável o comportamento dos torcedores italianos no estádio mais charmoso do país, o San Siro de Milão. As vaias quando da execução do hino francês são de mau gosto e de uma descortesia tremenda. Um desrespeito aos atletas e também com a nação a quem eles representam.

Achava que estava vendo um jogo de 'rugby'. Aliás, está acontecendo o mundial do esporte em algum lugar do planeta. Os rostos tensos, as mãos em punho e jogadas muito, muito desleais. Precisa dizer que Gattuso levou cartão amarelo?

Dá gosto rever Inzaghi com a 'maglia azzurra'. Para ele não tem bola perdida. E em algum lugar do planeta, na América do Sul, alguém diz: Ai que saudades do Luca Toni! Mas para quem não tem o 'tedesco bavário', resta o consolo do 'ariete juventino' Iaquinta. Para jogar e vencer em Kiev, vale tudo.

Aliás, em algum momento do jogo notei que na França jogava Anelka. Não acreditava no que via. Anelka? Depois, outro susto. Esse atendia pelo nome de Makelele. Tem algum time no Brasil que tem um jogador com esse nome. Qual?

O narrador da RAI, o Marco Civolli caprichou no sotaque francês dele. Mas tive que aguentar por 90 minutos o Fabio Capello. De novo?! Eu prometo, vou reclamar menos, mas nessas horas bem que preferiria ter abaixado o volume da TV. E para finalizar, a entrada do Di Natale. Aí, eu surtei de vez e pensei, a que ponto chegou a Itália?! A Itália no papel é ótima. Quando joga junto... Socorro. A França no papel mete medo. Quando joga junto... blá...blá...blá...

No fim, nem a camisa 'peacemaker' de Matrix serviu para aliviar o clima... 0 a 0.


Ver os jogos do Roger Federer na TV? Não tem preço. Me vou! Fui...

Justamente 'Justine'

Segundo USOpen conquistado pela belga Justine Henin.

Foram necessários apenas 82 minutos para que ela derrotasse a russa Kuznetsova por 2 sets a 0 (6-1/6-3) e tivesse pela segunda vez seu nome marcado no belo troféu dado aos vencedores do torneio. A pobre adversária não teve nenhuma chance...

Um agradecimento da tenista ao seu treinador de 11 anos, Carlos Rodriguez: 'Sem ele, Justine Henin não existiria.'

E hoje à noite, para variar, o 'Mister Eficiência' entra em quadra... O resultado? Alguém se arrisca? Melhor tênis do que futebol no dia de hoje. Itália? Inglaterra? Alemanha? Brasil? Não... Fico com Roger.

Foto post: Virgilio.it

sábado, 8 de setembro de 2007

'Beautiful Day'

Faz uma bela manhã de sol. Os raios penetram em seu quarto por uma parte entreaberta da janela. Anuncia-se um calor daqueles. É a primavera que se aproxima. A estação das flores, em que tudo fica mais colorido. A natureza propera e reina mesmo aos olhares dos mais distraídos. Destacam-se o verde das folhas e o vermelho das rosas. Os pássaros cantam em cima das árvores de tão alegres que estão. Pessoas se espalham pelas praias. Pasmas estão a admirar a beleza do mar.

Levanta-se e liga o rádio. Enquanto se prepara para começar seu sábado de merecido descanso, ao longe, escuta o refrão que não poderia ser mais perfeito para começar seu dia.

It is a beautiful day,
A beautiful day
Don't let it get away
---------
What you don't have you don't need
it now
What you don't know you can feel it
somehow
What you don't have you don't need
it now
You don't need it now, you don't need it now
Beautiful day

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Fim de Semana 'Cranberries'

Tem essa:


E mais essa:


E continua com essa aqui:


In your head, in your head...

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Ciao, Luciano!

O blog 'Psicologia de um Vencido' rende homenagem a ele. O maior dos tenores. Luciano Pavarotti. Encantador, sublime. Vá em paz. Siga o caminho que sua fé escolheu.

Foi através de sua voz que conheci um dos mais belos versos dedicados à alma feminina, de maneira bem humorada - sem deixar de ser em parte verdadeiros - retirados da ópera 'Rigoletto': 'La Donna è Mobile'. Com sua música, Pavarotti levou a cultura italiana pelo mundo a fora e conquistou muitos admiradores. Entre eles, uma jovem, que apenas começara suas aulas de italiano e já se encantava com suas canções, mesmo sem na época entendê-las.


A mulher é volátil ( La donna è mobile)
como pluma ao vento, (Qual piuma al vento)
muda de acento (muta d'acento)
e de pensamento. ( e di pensiero)

Sempre um amável, ( Sempre un'amabile)
gracioso rosto, (leggiaduro viso)
em pranto ou em riso, (in pianto o in riso)
é mentiroso. ( è mezzognero)

É sempre um infeliz ( È sempre misero)
quem a ela se entrega, (qui a lei s'affida)
quem lhe confia (chi le confida)
incautamente o coração. (ma cauto il cuore)

Também nunca sente-se ( Pur mai non sentensi)
feliz em cheio (felice appieno)
quem naquele seio (chi sul quel seno)
não saboreia amor. (non liba amor)

I Stay Away

Saudade, muita saudade do Alice In Chains... No meu mundinho 'grunge' adolescente, psicodelic-fake, 'the cultiano', não tinha RHCP ou Pearl Jam, Nirvana ou Soundgarden. Só tinha pro 'Alice'

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Tá difícil...


Este blog está teimando comigo hoje. Quase não consigo postar nada...

Acabo de ler que mais uma história em quadrinhos da Marvel será adaptada para as telas dos cinemas. Com estréia prevista para maio de 2008 no Brasil, 'O Homem de Ferro' será protagonizado por Robert Downey Jr. No elenco estão ainda Gwyneth Paltrow e Jeff Bridges.

Olha, pelo menos agora eu já sei quem é o Tony Stark!

Pensamento do dia

Tudo o que um dia nos aproximou, parece ser hoje aquilo que nos faz estar cada vez mais e mais distantes, levando-nos ao inevitável adeus!

Então vá e seja feliz. Só não se esqueça de que um dia alguém te quis muito bem. Honestamente bem.

Edith Wharton - 'Época da Inocência'

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

I Saved The World Today

Fiquei devendo a canção tema das 'good girls'! Para começar a semana com uma mensagem alto astral... Só falta mesmo a foto da performance ao vivo...



Monday finds you like a bomb
That’s been left there ticking there too long
You’re bleeding
Some days there's nothing left to learn
From the point of no return
You're leaving

Hey hey I saved the world today
Everybody’s happy now
The bad things gone away
And everybody’s happy now
The good thing’s here to stay
Please let it stay

There’s a million mouths to feed
And I’ve got everything i need
I’m breathing
And there’s a hurting thing inside
But I’ve got everything to hide
I'm grieving

Hey hey I saved the world today
Everybody’s happy now
The bad things gone away
And everybody’s happy now
The good thing’s here to stay
Please let it stay

Doo doo doo doo doo the good thing

Hey hey I saved the world today
Everybody’s happy now
The bad things gone away
And everybody’s happy now
The good thing’s here to stay
Please let it stay

Everybody's happy now
(Euryhtmics)

domingo, 2 de setembro de 2007

'O castigo vem a cavalo, a galope e de carroça'

Sim, dessa forma Silvio Lancellotti e seu colega de transmissão, cujo nome a memória reluta em se lembrar antes de mais um café, 'definiram' o resultado da partida entre Juventus e Cagliari. Descaradamente, eles estavam torcendo contra a Juve. Como assim, na Juve falta comando? Passei o jogo inteiro tentando ouvir deles uma resposta para tal comentário 'non sense', mas nada! Palavras ao vento.

O que fazia Zebina em campo? Distribuía pontapés até ser expulso. De tão irado, bateu boca até com um suposto 'cameraman' nas laterais do gramado do 'Sant'Elia'. O cara não joga nada! E não só sou eu que tenho essa opinião, não... De tudo, o mais interessante é entender como funciona a cabeça de um treinador que deixa o Camoranesi no banco de reservas e o coloca no segundo tempo. Ele mudou a dinâmica do jogo quando entrou. Olhando para ele, finalmente percebi que ele me lembra a figura de um Samurai, com seu cabelo negro, alisado e preso exatamente como o faziam os guerreiros orientais. A falta que originou o gol do Chiellini, o gol da vitória, partiu de seus pés, embora o locutor insistisse em anunciá-la como vinda do Del Piero... E lá estava Alex na área. Sabe, a Física já dizia, 'dois corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço.'

Não aposto no Trezeget para goleador na Itália, mas estou começando a mudar de idéia depois da partida de hoje... Ele comemorou seu gol com tamanha alegria que nada fazia lembrar aquele mesmo sujeito que fez gestos quase obcenos em direção à sua diretoria na última partida da Juve na Serie B. As pessoas mudam. E como. Só torço para que ele não esteja assim tão inspirado na partida entre Itália e França.


Enquanto isso na sala de justiça, mais precisamente em Udine, o time da casa levava gols de cavalgada. Foram 5! 'Un disastro', segundo a Gazzetta dello Sport. Quando vejo um resultado assim, vindo do 'Friuli' só penso em um nome: Gianpaolo Pozzo. O que sua mente diabólica estará a planejar nesse momento? Méritos ao Napoli. E um ex, o argentino Roberto 'Pampa' Sosa, deixou sua marca também junto com outro conterrâneo, o 'eletricista' Lavezzi. O anunciado tridente de Marino passou em branco mais uma vez.


Uma homenagem ao Recoba, renegado pela Inter, apenas transferido ao Torino, onde encontra seu outrora treinador Walter Novellino. Declarou o pobre abandonado: 'na Inter só o presidente Moratti me queria'. Demorou para perceber isso, o uruguaio. 'Il Chino' entrou, nada pode fazer, e o Torino empata mais uma partida... Dois anos de presidência de Urbano Cairo, que não foram lá festejados tão alegremente. Sabe aquela pessoa que é convidada para uma festa e que deve apenas ser coadjuvante? Esqueceram de dizer isso ao Cozza e ao Amoruso. Para o Toro, marcaram Rosina (como sempre) e Ventola. Palavras de Walter: 'Per adesso va bene così.'. Para ele tudo vai sempre bem. É incrível como Novellino consegue ver que tudo na vida tem um lado positivo. Ele perde, tá bom. Empata, tá bom. Ganha, tá bom. Queria ser assim, que nem ele...
'Ai, que saudades do Di Michele...'



'Um mar de gols', assim definido pela Gazzetta o confronto entre Livorno e Palermo. Fabrizio Miccoli marca uma 'doppietta'. E um gol brasileiro vindo de Amauri! Lá em Palermo ninguém deve ter dito, 'Ai que saudades do Di Michele...' Nove gols em dois jogos. O Livorno não poderia ter desejado início pior de um campeonato sem Lucarelli.


A Roma? Bem, a Roma, a Roma, é líder da Serie A, junto com a Juve. Hoje, os protagonistas foram três 'juízes' bem diferentes em estilo, mas letais na hora de dar seus veredictos. Aquilani, ainda jovem, capaz de causar espanto pela maturidade com que 'discursa' nos gramados. Giuly, recém chegado à corte dos 'Spalletti Boys', pratica direito o clássico francês e Totti, premiado com sua 'scarpa d'oro' e inspirado. O mais cruel dos juízes. Costuma não perdoar seus adversários. O Siena? Bem, o Siena está correndo atrás do 'palio', o romano, até agora.


A Inter venceu ontem com gols de mais um temperamental, o sueco Ibrahimovic. Sabe, por incrível que pareça, quando se trata do Ibra, eu consigo deixar a antipatia que sinto pelo time dele de lado. Eu apostava nele para goleador nessa temporada. Ele é dasajeitado, eu já disse isso antes(!), mas quando está com a corrente boa, consegue pedalar. Não que sua pedalada consiga ser comparável àquela de Robinho.

Não me conformo com o tratamento dispensado ao brasileiro Adriano por parte de Mancini e a diretoria da Internazionale. Agora parece que ele foi definitivamente escluso, ao menos do grupo que participará da UEFA Champions League. Substituo meu pensamento nesse momento pelo bla...blá...blá... Essa camisa da Inter é bonita. Tudo bem, gosto não se discute!


Mais tarde tem a Sampdoria! Ave Samp. Nem acredito que já na segunda rodada vou ver meu time ao vivo na TV. E com a estréia de Cassano...

Fotos do post: Gazzetta.it / Torino.it / Virgilio.it

Pensamento do domingo

Engana-se quem pensa no jeito que eu sou. Só sei que não sou do jeito que as pessoas acham que eu sou. Se pensasse do jeito que acham que eu sou, nada mais seria do que o jeito que eu acho que as pessoas acham que sou. Assim, penso no jeito que eu sou, porque sou do jeito que eu sou!

Entendeu?

Não?

Nem eu!