domingo, 6 de janeiro de 2008

A Cozinha Espanhola e a Ovelha Negra

Tentando recusar toda e qualquer oferta para tirar o Agüero do Atlético de Madrid, o presidente do clube, Enrique Cerezo, disparou contra os italianos da Internazionale de Milão: 'Agüero prefere o cozido madrilenho ao spaghetti!'

O próprio Enrique, em um momento de (in)sanidade revelou, 'José Mourinho é um ótimo treinador, e o Atlético está sempre interessado em ótimos treinadores.' Sonhar não custa nada...

Edmílson, que hoje defende o Barcelona, diz que 'no vestiário do Barça há ovelhas negras.' Então ele acaba de se denominar uma ovelha negra, pois ele está no vestiário do Barcelona. Olho nele, senhor Frank!

Juande Ramos, agora treinador do Tottenham, é contra o minuto de silêncio antes dos jogos. Segundo ele, 'o minuto de silêncio faz com que os jogadores percam a concentração.' Fala sério! Aliás, sobre isso, tenho um elogio a fazer aos ingleses. Na semana que sucedeu a morte do Phil O'Donnel, os campos da Premier League saudaram esse atleta com um minuto realmente de completo silêncio. Se ouvia uma mosca no estádio. Aqui no Brasil, os locutores da tv costumam nos presentear com abobrinhas enquanto o estádio finge estar quieto. Uma lição de civilidade e respeito ao homenageado.

Ovelha Negra: Wanted Dead or Alive!