segunda-feira, 31 de março de 2008

Nel Bene e Nel 'Male'

O placar eu já nem sei a quantas anda. Hoje, mais um treinador perdeu seu emprego na Itália. Mas nunca se sabe. Ele pode ser chamado de volta. Como seu sucessor, que um dia foi antecessor. Não entendeu? Eu explico: Malesani assumiu o Empoli em novembro no lugar de Luigi Cagni, que na temporada anterior havia classificado os toscanos para uma honrosa participação no intertoto, espécia de preliminar que dá acesso à Copa UEFA. Eis que agora, o próprio Cagni reassume seu posto, no lugar de Malesani. Quatro meses depois.

Eu ainda não me cansei dessas contas. Elas até são bem fáceis. 2 treinadores noves fora sobra 1! E assim o Empoli, com 26 pontos, vítima da minha Sampdoria nesse fim de semana, ocupa o último lugar na classificação da Serie A. Faltam apenas mais 7 rodadas para que o clube opere um milagre. Se tiverem por lá um santo padroeiro, o melhor é iniciar as orações desde já. Novenas e promessas são válidas desde que com propósito 'salvador'. Ou será que Cagni, daqui há uns anos será 'canonizado' por ter em uma temporada levado o clube à UEFA e na outra o salvado, quando ninguém mais acreditava na sua causa?

A o futebol na Itália está copiando o que de pior tem no Brasil. Com uma diferença: lá o 'Mister' perde o emprego em um dia, podendo recuperá-lo na primeira escorregada do seu substituto. O tom irônico desse post não condiz com meu humor. Essas besteiras dos clubes da Serie A, somados ao calciocaos já etão me fazendo pensar duas vezes no ano que vem na hora de renovar ou não a assinatura da Rai. Sem contar a ameaça de trocar a Serie A em definitivo pela Bundesliga ou Premier League após 17 anos de matrimônio...

Malesani: bilhete azul na Grécia e agora de novo azul, mas na Itália