domingo, 4 de maio de 2008

'Psicologia De Um Vencido' recomenda

Um encontro com Tony Stark:

Nesse fim de semana fui ao cinema. Já estava ansiosa para ver o filme do Homem de Ferro. Depois de ler sobre ele e acompanhar algumas histórias da Marvel, como a mini-série 'Guerra Civil', nada mais me restava a não ser esperar para ver a super produção em película.

O tempo de espera foi bem recompensado. O filme é espetacular. Não considere a história dele. Esqueça. Considere o filme como um em que ele é o protagonista. E só. O que na verdade, é muito. Aventura na medida certa. Cenas de ação que te prendem na poltrona do cinema. Músicas saltitantes e atuações excelentes.

Logo no início do filme, Tony Stark, o 'playboyzinho' detestado por alguns e admirado por outros, aparece no Afeganistão, para onde vai testar a sua mais nova criação: um míssil de nome 'Jericó'. A cena inicial mostra carros ao longe, quase engolidos por montanhas altas e sem vegetação do cenário que parace ser mesmo algum deserto afegão. Ao som de 'back In Black' do AC/DC, uma explosão ocorre. Deste momento em diante, o filme é pura adrenalina.

A atuação de Robert Downey Jr. é perfeita. Ele convence no papel. Dá carisma ao Stark, ao mesmo tempo que dá a ele uma dimensão humana. Adiciona-se a isso uma pitada de ironia e tiradas cômicas que fazem a platéia dar boas risadas. No elenco ainda estão Gwyneth Paltrow e Jeff Bridges.

Uma consideração: Homem de Ferro coloca o universo dos super-heróis em contato com a realidade do século XXI. Não há mais a Segunda Guerra, a Guerra do Vietnã ou a Guerra Fria, nem mesmo a ameaça Nazista. Hoje o inimigo é de lá do Afeganistão, do Irã, Iraque. Pode estar até mesmo dentro de seus domínios. Não há dúvidas quanto à temporalidade da história e a forma como ela foi explorada nas duas horas de filme.

Um filme que vocês têm que assistir! Eu vou ver de novo.