terça-feira, 29 de julho de 2008


Caros amigos e leitores do blog 'Psicologia de um Vencido', informo a vocês que parto para pequenas férias blogueiras. Semana que vem estou de volta!

Um abraço a todos

sexta-feira, 25 de julho de 2008

Something about the way you look tonight by Elton John



'... takes my breath away, the way you look tonight...
... I'm speechless and I don't know where to start...'

quarta-feira, 23 de julho de 2008

O Dia de Lady

Você sabe que dia é hoje? Não? Hoje é dia do meu aniversário. Então, confetes, serpentinas e parabéns para mim. Eu quero é ser feliz!

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Ganhamos Roupas Novas

Início da nova temporada na Europa, os clubes começam a se programar. Amistosos, os finalmetes nas aquisições de mercado e claro, não pode faltar, as apresentações dos elencos e conseqüentemente seus novos uniformes.

Sabe, os clubes de futebol já descobriram uma nova mina de ouro. O design de suas camisas e roupas de treino. Inclusive, até contratam homens da hot coteur para desenhar seus modelos de viagens. Caso notório é o de Armani no Chelsea. Uma tendência que se torna cada vez mais universal e cujo valor é diretamente proporcional ao interesse dos torcedores.

Eu mesma, quando vi a nova maglia da Juve, dourada, não pude deixar de pensar em adquirir uma nova. Ainda bem que não fui ao shopping, pois meu bolso anda furado e seria frustrante...

Mas vamos lá. Selecionei algumas belezuras que veremos desfilando pelos gramados europeus. Começamos pelos italianos, mestres na arte de produzir coisas belas, e, caras...


A nova camisa do Milan, cujos patrocínios permanecem com a casa de apostas esportivas, bwin e a empresa de material esportivo Adidas, promete ser a sensação mercadológica desse versão. Nela estará estampado o exótico número 80, que corresponde à data de nascimento do craque do time, o recém contratado Ronaldinho Gaúcho. Francamente, elogiar alguma coisa de cores vermelho e preto é assaz difícil para mim.



Para vocês verem que tento ser parcial nas minhas 'análises', apresento também a nova camisa da Internazinale de Milão (que deve ser o sohno de consumo do blogueiro Michel). A nova camisa ostenta o scudetto ao centro entre o escudo d time e o símbolo do patrocinador, a Nike. A novidade é o nome da patrocinadora, Pirelli escrito em letras douradas. Ficou bem charmosa essa camisa, tenho que admitir. Olhando para ela, parece que as listras ficaram mais grossas. Ou é apenas ilusão de ótica? Para o ano do centenário, a equipe de Massimo de Milano acertou no design.



Por fim, a nova camisa da Juventus. Seguindo a sua secular tradição, o uniforme número 1 permanece zebrado. O patrocício do modelo da Fiat, New Holland continua. E por mais que muitos times a invejem, a Signora ainda continua a ser a única na Serie A a portar duas estrelas bordadas, acima do seu escudo, representando seus mais de 20 títulos conquistados. Entretanto, fugirei da camisa tradicional e vou deixar aqui a belezura da camisa que será usada nas partidas fora de casa. Um modelo em tom dourado, muito chique, na minha modesta opinião. E cairá bem em Del Piero e seus colegas. Nem quero pensar no preço para sua aquisição. Tenho contas para pagar... Será que o amigo blogueiro JP resistirá?



Fotos do post: Gazzetta.it

domingo, 20 de julho de 2008

Dia do Amigo


A amizade é um meio de nos isolarmos da humanidade cultivando algumas pessoas.
(Carlos Drummond de Andrade)
E eu completo, amizade é conhecer o mundo e com ele, novas pessoas.

Feliz Dia do Amigo

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Uma cidade em apuros

Habitantes de Gotham City, no final da madrugada de ontem foi avistado no topo de um prédio no centro de nossa cidade uma criatura toda vestida de preto. Trazia em suas costas uma capa, também preta. Portava uma máscara o que tornava impossível visualizar seu rosto.

Os primeiros a avistarem o encapuzado, em forma de morcego, assim definido, disseram que sua voz era rouca. Ele parecia calmo e disse estar ali para defender os interesses da cidade e protegê-la de pessoas que só querem caos e destruição. Graças ao intrépido repórter Peter Parker, conseguimos uma única foto para mostrar a você, nosso leitor, em primeira mão. A busca pela verdade é nosso maior compromisso. Portanto, se você souber algo sobre a identidade desse homem, não hesite em nos contactar. Prometemos uma generosa recompensa.

Foram dois homens, também encapuzados que acabavam de roubar uma 'pet shop', que em depoimento ao comissário de polícia local, James Gordon, afirmaram desconhecer a razão de tão sorrateiro atque, uma vez que vivendo na pobreza, não tinham outra alternativa a não ser roubar um pouco aqui e ali, sem o uso da violência para garantirem seu sustento diário. Juraram não ser usuários ou portadores de drogas. Nem armas possuíam. Duas vítimas do sistema cruel de Gotham, que torna cidadãos comuns em criminosos da noite para o dia.

O susto foi tão grande que os homens, paralisados, prometeram ao homem das trevas jamais cometerem tal ato criminoso e para provarem sua transformação naquele momento, decidiram se entregar às autoridades nas primieras horas da manhã. Phil Dragon e Peter Rolando acreditavam, assim, estarem salvos da ameaça noturna e suas almas livres para subirem ao reino dos céus quando o 'chamado' chegar.

Entretanto, na noite seguinte, mais uma vez ele foi visto. Desta vez, impedindo um roubo de carregamento no cais. De dentro de um dos caminhões surgiu uma figura engraçada, de acordo com testemunhas. Usava uma camisa xadrez e por cima dela um colete verde, que fazia combinação com sua cabeleira no mesmo tom. Sua cara era pintada de forma que o fazia parecer um palhaço. Sem pensar duas vezes, o desconhecido não reagiu pacificamente ao ataque do mascardo. Não foi uma rajada, e sim várias delas, Houve explosões e o caminhão escapou. Agora Gotham amanhece nessa sexta-feira com algumas perguntas sem respostas: quem são essas duas figuras? De onde eles vieram? O que eles querem na cidade? Como vamos capturá-los?


Aguardem os próximos capítulos...

Darling Kinky
Repórter do 'The Gotham Times'

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Esperando 'Batman'


Poucos filmes conseguem me deixar tão ansiosa quanto a série Batman. Costumo assistí-los logo na pré-estréia, mas algo me diz que desta vez tenho bons motivos para esperar um pouco mais para vê-lo.

Encontrar Bruce Wayne, nem que seja nas telas do cinema é diferente. Mesmo já familiarizada com várias de suas histórias que leio com freqüência na revista Batman Extra editada pela Panini, nada se compara às imagens produzidas pelos seus filmes.

Verdade seja dita, os primeiros, de Tim Burton e Schummacher, não fizeram muito a minha cabeça, mas o clima gótico trazido pelo diretor de Batman Begins, Christopher Nolan, me fez ficar mais curiosa para 'investigar' a vida desse misterioso herói, cuja característica é justamente não ter nenhum super poder.

O lado sombrio da personagem e o perfil detetive de suas histórias eram exatamente as cosias que imaginava ler. Nos primeiros filmes, isso foi totalmemente deixado de lado. Os diretores optaram pelo lado mais alegórico, algo que nada tem a ver com Batman em si. Vamos ver se esse filme consegue contar uma história convincente a ponto de fazer com que os leitors de HQs não torçam seu nariz para mais uma adaptação milionária trazida às salas de cinema que deixa a desejar ao original.

Deixo em link uma entrevista com o protagonista Christian Bale, que tem toda a admiração da blogueira aqui, seja por sua beleza singular, seja pelo seu charmosos sotaque britânico.
E viva o Homem Morcego! O herói tatuado de Lady.

Parabéns Volta Redonda

Dia 17 de julho de 1954, a cidade de Volta Redonda foi fundada no Vale do Paraíba. Deram à cidade a alcunha de 'Cidade do Aço', pois é nela que está localizada a Companhia Siderúrgica Nacional, ou CSN, a maior Siderúrgica da América Latina.

E foi lá que nasci. Foi lá mesmo vizinha à CSN que dei meus primeiros passos e, respierei o ar outrora mais poluído que a cidade já teve. O bairro em que morei até os 5 anos se chama 'Conforto'. Da minha casa, podia avistar as chaminés dos alto-fornos. A fumaça que deles saía. Faltava-me a dimensão do que aquilo significava. Brincava de bicicleta na rua 235. Uma rua cheia de crianças que, como eu, e adoravam fazer arte e correr como loucas depois de tocar a campainha de todas as casas próximas.

Entretanto, foi no 'Barreira Cravo' que vivi até os 18 anos e de lá parti rumo ao desconhecido e desafiador Rio de Janeiro.
Tinha o privilégio de ser vizinha do Rio Paraíba do Sul. Era nele que pulava escondida junto com os 'parceiros' de brincadeiras. Jogava futebol, queimada e todas aquelas modalidades de pique que podemos imaginar. Subia em árvores e andava de bicicleta.
Não posso reclamar. Tive uma infância feliz. E Volta Redonda fez parte dela.

É curioso quando você deixa sua cidade natal ainda jovem e passa a viver em outra, onde você constrói sua vida e consolida a outra parte de sua identidade quando já adulta. Ao voltar lá, me sinto distante de muita coisa, mas as lembranças jamais se perderam. Muitas das pessoas com as quais cresci junto nem mais vivem lá. Hoje é raro ver as crianças nas ruas brincando, chupando cana, correndo pra lá e pra cá e curtindo os animais no zoológico. E mesmo andando pela praça no centro da cidade, onde ia todos os domingos depois de 'visitar' os aviões no Aeroclube. Tenho a impressão de que está tudo mais passageiro.


A cidade mudou. Eu mudei. Espero que ambas tenham mudado para melhor. Temos um estádio lindo, um comércio movimentado e, sobretudo, um ar menos poluído. Ao ir lá em visita à família, não deixo de voltar no tempo. Olhar admirada para as árvores que um dia foram cenários de 'brigas entre tribos de índios' fruto da imaginação da turma de 'amigos' que tinha. O terreno onde caçava borboletas e catava sapinhos para vê-los pulando dentro do copo. O pé de amora cuja fruta era comida sem cerimônia apenas estivesse tingida de vermelho. A calçada que servia de pista para os diversos 'Fórmula 1', apelidos que dávamos às nossas bicicletas coloridas. A casa que me olhava e me via tão pequena. A varanda, local preferido nas manhãs e tardes de domingo para a leitura de livros e jornais e o quintal onde fazíamos churrasco.

Acho que são essas coisas que fazem Volta Redonda ser tão especial. Ela pode estar diferente, mas pra mim será sempre a mesma cidade. A ligação que tenho com ela não será quebrada pelo tempo ou distância. Será eterna. Parabéns Volta Redonda pelos seus 54 anos de vida! Cada dia mais jovem e cada dia mais linda.


Fotos do Post: PortalVoltaRedonda.com

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Churrascada em Milão

Olha, essa não é a foto de nenhum MC do funk carioca, nem mesmo de nenhum pagodeiro da moda. Trata-se de Ronaldinho Gaúcho. Ele acaba de desembarcar em Milão e pelo visto já se sente em casa. Já deve estar até prometendo churrascada para esse fim de semana.

O Milan, segundo palavras do próprio, representa o começo de uma nova vida. Ele promete dedicação ao seu novo clube. E em um gesto pra lá de simpático, pediu desculpas àqueles que o esperaram por tanto tempo. É incrível como as pessoas podem mudar tão rapidamente...

Bem, boa sorte para ele.

terça-feira, 15 de julho de 2008

Crying In The Rain

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Um Dia Perfeito - Parte II


O dia 9 de julho será para mim sempre um dia especial. O dia em que vi a Itália ser campeã do mundo. Foi um sonho realizado. Vibrei e chorei como se fosse eu que estivesse lá no estádio assisitindo àquela festa. Senti meu coração e alma italianos. Um amor que chegara em 1990 e veio para ficar. Senti que aquela final de 94 tinha sido finalmente superada. E quis o destino que fosse novamente numa decisão por pênaltis que a Azzurra vencesse.

Não importa se nasci no Brasil, se minha família não tem origem italiana ou mesmo se para muitos isso soe como sendo anti-patriotismo. Gosto do meu país, mas amor mesmo, eu sinto pela Itália. Por algum tempo, desejei ter nascido lá, mas algo na vida me levou a encontrar esse país fascinante pelo caminho. Temos um encontro marcado. Espero vários. Florença me espera. San Siro me espera. Dias ainda mais felizes me esperam...


Forza Italia!!

domingo, 6 de julho de 2008

E na terceira vez foi...

Há um ano atrás, escrevi um post sobre a final de Wimbledon. Na ocasião, se tratava da segunda final consecutiva entre Roger Federer e Rafael Nadal. Escrevi que Nadal havia se transformado em um excelente tenista no piso vrde e que já naquela partida ele fora um adversário difícil de ser derrotado por FeDex (leia o post aqui).

Na partida de hoje, o tenista espanhol começou arrasador abrindo logo dois sets de vantagem sobre o suíço. Saques e golpes mortais. Parecia que estava revendo a final de Roland Garros, só que na grama.

A chuva é que foi uma convidada para lá de indesejada. Enquanto isso, Federer aos poucos encaixava seus golpes. Venceu os dois sets seguintes em disputados tie breaks. Uma interrupção. Todo mundo correndo com a lona para cobrir a quadra central do All England's Club. Saí para caminhar. O dia estava lindo e confesso, já estava achando que Roger chegou e não ia perder esse jogo. Vale lembrar que Nadal no quarto set teve duas bolas do campeonato e as desperdiçou.

Quando voltei, a partida já andava devagar, com seguidos games empatados. Como no último set não há tie break, a partida seguiu empatada até o 7/7 . Foi então que Nadal finalmente conseguiu quebrar o serviço de Federer. No fim, venceu por 9/7.

Comemorou jogando-se no chão e indo até as tribunas cumprimentar seus familiares e treinador. E alcançou membros da família real espanhola que das tribunas acompanhavam a partida. Do lado de FeDex decepção. Invicto em Wimbledon há cinco torneios, o rei perdeu a majestade para um súdito que pormete incomodar cada vez mais daqui pra frente. O mundo do tênis agradece.



E eis que quando você acha que não há mais nada que as irmãs Williams possam fazer, as duas fazem a final de simples, vencida por Venus, a mais velha. Foi seu quinto troféu nesse Grand Slam. E nas duplas, as duas sagraram-se campeãs. Venus diz que sonha quebrar o recorde da mítica Martina Navratilova, que venceu 9 vezes na Inglaterra. Que os Deuses do tênis sejam piedosos e não permitam que isso ocorra. Ai que saudades de Kim Clijsters e Justine Henin...


Fotos do post: Gazzetta.it / Terra.com.br

sexta-feira, 4 de julho de 2008

'Fantacalciomercato' de Psicologia de um Vencido

Das agências cariocas

Após o final da Eurocopa, paira no ar aquela sensação nostálgica. Falta de futebol europeu nos fins de semana. Menos assuntos na roda de amigos.
Para ocupar o tempo, nada melhor do que pesquisar as viagens produzidas pelos dirigentes de futebol do Brasil e do mundo. E eu que achava ter imaginação fértil...

Para começar, uma notícia Allons Enfants veiculada pela imprensa esportiva de ontem. A permanência de Raymond Domenech no comando técnico da seleção francesa. Para 52% dos franceses, o destino de Monsieur seria a guilhotina, instrumento muito familiar aos daquela terra. 'Seu repertório de ironias nas entrevistas foi elevado à quinta potência, com o cúmulo da falta de noção de pedir sua noiva em casamento logo após a derrota para a Itália, símbolo da queda prematura da equipe. Ah, e isso sem contar suas teimosias e birras para elaborar sua lista de convocados para o torneio, com a ausência de nomes como Trezeguet, Flamini e Méxès. Nem tudo isso foi capaz de tirar a paciência de Jean-Pierre Escalettes, presidente da federação francesa (FFF), que preferiu correr os riscos de manter o técnico no cargo.' Escreveu Ricardo Espina na revista Trivela.

O futebol de Cristiano Ronaldo pouco apareceu nesta Euro, mas depois dela, ele, o jogador deu o ar de sua graça na imprensa cor de rosa acompanhado de uma dama que não era a bola. De férias em Porto Cervo, destino de 10 entre 10 boleiros, o rapaz apareceu em fotos para lá de picantes com Nereida Gallardo, seu amor. A paz do casal só foi interrompida pelos paparazzi que infestam o local. Enquanto isso, o destino dele após Porto Cervo permanece incerto. Na Inglaterra dizem que ele fica no Manchester United, na Espanha o dão como reforço do Madrid. No fim, acho que nem ele sabe para onde irá. Mas sua irmã já assegura que haverá 'o dia do fico' em Manchester. Sei...

'Não sei se quero que você vá ou que você fique...'


Ronaldinho Gaúcho, que pela primeira vez frequenta essas páginas, continua sendo o sonho de consumo do Milan, apesar de desmentidas de Galliani. Algumas fontes garantem que o homem do mercado rossonero parte para Barcelona na semana que vem com uma proposta mais alta, disposto a encerrar essa novela que já se arrasta por um bom tempo. Ah, e nas contas dele, o camaronês Eto'o pode vir de contrapeso.

'Milão? Boates e festas? Nós queremos. Agente promete se comportar direitinho.'


E tem o Lampard e suas férias em família na Itália. Tem o Mourinho que treinará a Inter de Milão. Ele admira Lampard. Lampardo o admira, logo, já se deu início a um flirt intermediado pelo cupido Moratti. O dono da Inter parece disposto a abrir a carteira e investir em dois ou três reforços para agradar seu novo comandante. Justo. Muito justo. Justíssimo.

Chelsea que amava Lamard, que não amava ninguém...


Falando no Lampard, que ainda é jogador do Chelsea, o Abramovich que andava meio sumido, acena com a possível oferta de alguns 15 milhões de euros por Arshavin, estrela do Zenit, que brilhou na Euro. Luiz Felipe que se cuide. O patrão quer ao menos um jogador russo no time na próxima temporada...

A Juve ainda não desistiu de conquistar o espanhol Xavi Alonso para sua corte. São 21 milhões de euros em jogo. O flirt começou há tempos. Ainda durante a temporada. Foi interrompido pela Euro. Mas parece que a galanteadora senhora italiana está disposta a lutar pelo seu espanhol, agora campeão. Juntos podem ser felizes...

'Pelo menos já garanti uma dama. A Taça da Euro.'


E Adrian Mutu? Estava tudo indo muito bem. Bastou a Euro começar e a Romênia jogar um futebolzinho de um pequeno lampejo para que ele e seu agente se sentissem no direito de começar a questionar o contrato que o mantém ligado à Fiorentina. Ou há algo mal contado aí. O contrato já não tinha sido renovado? Só não entendo como ele tem como agente uma pessoa de nome Alessandro Moggi. Não é um lembrança familair para vocês?

Para não ficar apenas na fantasia, trago em segunda mão (porque vocês já devem ter lido em outros lugares) um resumo de algumas contratações:

Deco se transferiu do Barcelona para o Chelsea para a alegria de 'Big Phil'.
Andrea Dossena da Udinese vai para Liverpool aprender inglês ouvindo os Beatles e de vez enquando vai jogar bola para manter a forma.
De Catania para Florença. O peruano Vargas chega a corte de Prandelli.
O goleiro titular da eleção francesa, Grégory Coupet se transferiu do Lyon para o Atlético de Madrid.
A Juventus reforça seu ataque com o brasileiro Amauri, cuja mulher se chama Cyntia! Mas calma, não sou eu...
O Milan já levou para Milanello Zambrotta e Flamini.

Para a tristeza de algumas fãs de futebol italiano, a Sampdoria perdeu seus dois musos: Christian Maggio e Sergio Volpi. Quando você acha que a coisa vai ficar ruim, ela acaba ficando pior! No futebol, claro. O primeiro foi para o Napoli e o segundo vai defender as cores do Bologna. Putz, ninguém merece!!
E quem a Samp trouxe até aqui? Stankevicius e Padalino. No comments...

Fontes de consulta: Gazzetta.it / Trivela.com / Tuttomercatoweb.com

quarta-feira, 2 de julho de 2008

Uma leve quarta-feira com The Corrs

terça-feira, 1 de julho de 2008

Bentornato Mister Lippi

Após o anúncio da saída de Donadoni do comando da Azzurra, a FIGC oficialmente aprsentou hoje, 1º de julho, Marcello Lippi como o técnico que comandará a seleção de futebol no país ao menos até o Mundial de 2010.
Lippi havia deixado o comando do time após vencer o Mundial de 2006 na Alemanha, fazendo da Itália o único país tetracampeão de futebol na atualidade, com um título a menos que o Brasil.

Na entrevista coletiva de hoje, Lippi falou de vários assuntos, adiantando, inclusive um amistoso entre Brasil e Itália que acontecerá em fevereiro, na Inglaterra (?!)

Durante a coletiva, Lippi reafirmou que havia deixado o comando do selecionado italiano por motivos pessoais, e é sabido de todos que foi devido ao suposto envolvimento de seu filho, Davide, no escândalo que ficou conhecido como calciocaos. Ficou evidente que na ocasião não se tratou de um adeus e sim de uma té breve e que as portas estavam abertas para um possível retorno.

Sobre o atual grupo de jogadores, o comandante reafirma que pretende continuar a mescla entre jogadores experientes e jogadores mais novos. Segundo ele, ainda é possível fazer uso da experiência de atletas que venceram a copa dois anos atrás, juntando a eles novos talentos. Ou seja, não há de se jogar fora o que já foi feito até aqui, mas na minha humilde opinião, alguma reciclagem é necessária para ontem, caso da defesa e ataque. Alternativas viáveis a jogadores não tão mais confiáveis como Materazzi ou que não podem ser apenas os responsáveis por colocar a bola dentro do gol, como é o caso de Toni. Cassano, se se comportar bem e concentrar-se apenas em jogar bola, pode estar firme e forte entre os futuros convocáveis de Lippi.

Juntamente com Ciro Ferrara, que com a Nazionale já havia colaborado em 2006, se junta Angelo Peruzzi, que está prestes a obter a patente em Coverciano.

Por fim, boa sorte ao treinador e que a Itália retome com Lippi o caminho das vitórias e de títulos.


Foto do post: Gazzetta.it