terça-feira, 5 de agosto de 2008

A380 nos ares

Desde outubro do ano passado, o gigante A380, fabricado pela companhia européia Airbus, está em operação por duas empresas aéreas distintas. O avião, produzido com o objetivo de atender cada vez mais à demanda de passageiros para grandes rotas intercontinentais e num curto espaço de tempo, é um marco na história da aviação mundial. Com design arrojado e capacidade para carregar entre 555 e 845 passageiros, de acordo com dados da própria empresa, o avião recebeu o apelido de superjumbo.


A primeira companhia aérea a receber a encomenda foi a Singapore Airlines que opera, dentre outras rotas, a de Cingapura a Sydney, escolhida para ser a estréia de seu novo equipamento. Embora a capacidade da aeronave seja de 800 assentos da classe econômica, a companhia adaptou o avião para 399 poltronas dessa categoria, 60 na classe executiva e 12 compartimentos ou "suítes", equipados com televisão de tela plana, camas cobertas com lençóis desenhadas por Givenchy e mesas de escritório.


Jé nesta semana, a Emirates, companhia com sede em Dubai, realizou seu primeiro vôo com o A380. A rota escolhida foi a de Dubai-Nova Iorque. Dentre as inúmeras 'facilidades' que o avião
oferece aos seus passageiros, há a primeira classe com suítes privativas com portas acionadas por controle remoto, escrivaninha, minibar com controle elétrico e um completíssimo sistema de entretenimento. O mais surpreendente, porém, é que um spa a bordo, com direito a dois banheiros completos com chuveiros. Uma sala de estar com bar e assentos de couro também faz parte dos mimos aos passageiros da primeira classe.

16 companhias aéreas diferentes já fizeram seus pedidos à Airbus. Dentre elas, a Emirates figura no topo da lista com 58 unidades. Em seguida a Singapore Airlines, com 19. A australiana Quantas e a espanhola Iberia também estão na lista de espera.

Vale lembrar que pelo seu peso, tamanho e estrutura necessária para o desembarque de passageiros, apenas 20 aeroportos do mundo estão aptos para receber passageiros que voem nesse tipo de aeronave. Infelizmente, por enquanto, o mais próximo que o Brasil chegou ao A380 foi numa rápida visita que ele fez por nossas terras, em dezembro do ano passado. Nenhuma de nossas empresas aéreas demonstrou interesse em adquirir esse brinquedo de aproximadamente 190 bilhões de dólares.

Quanto a mim, dada minha paixão por aviões, quem sabe um dia não voe em um desses? Um dia sonhei em andar num Concorde. Não consegui essa façanha, mas o vi bem de perto aqui no Rio de Janeiro. Bem, acho que já ficaria feliz de encontrar o A380 em algum lugar no mundo!


Fontes: Uol notícias e Folha.com.br