sábado, 22 de novembro de 2008

New Man, New Hope

Correto! Os parabéns para Éder, Michel, Massimiliano e JP elucidaram com precisão de relógio suíço que o pequeno rapaz na foto do 'Intrigados' atende pelo nome de Barack Obama, recém eleito o 44º Presidente dos Estados Unidos da América.

Da Folha.com

Barack Obama --negro e filho de muçulmano e de sobrenome Hussein-- já foi classificado como "a grande esperança dos brancos" pela imprensa americana, ao incorporar o sonho de reconciliação e ao se colocar acima das divisões raciais do país.

Apesar das divisões raciais nos EUA, para Elaine Kamarck, professora de políticas públicas da John F. Kennedy School of Government, da Universidade de Harvard, a questão da cor não terá muito impacto. "Há uma mudança nesta geração de americanos, e a questão de raça é menos importante a esses jovens do que às pessoas mais velhas", diz a professora.

"A verdadeira essência do apelo de Obama é a idéia de que ele representa o idealismo racial --a idéia de que raça é algo que os EUA podem transcender", disse Shelby Steele, pesquisadora da Instituição Hoover da universidade Stanford, ao "Wall Street Journal".

Protestante filho de muçulmano, Obama está acostumado a circular entre os mais diversos meios sociais.

Senador democrata por Illinois, ele é filho de Barack Obama, economista queniano negro educado em Harvard, e de Ann Dunham -- branca, de Wichita, no Estado do Kansas.

Nascido em Honolulu (Havaí) em 1961, seus pais se separaram quando ele tinha dois anos.

Obama morou na Indonésia enquanto criança, após sua mãe se casar com um indonésio, e depois viveu no Havaí, com seus avós brancos.


Bem, só nos resta desejar que Obama dirija seu país com pulsos firmes e que restitua a credibilidade e humanidade a um povo marcado por governos déspotas e egoístas. O mundo precisa de pessoas justas. Governantes honestos que respeitem seus povos e cumparam com suas palavras na hora de tomar as decisões importantes, sempre visando o bem comum e busacando o entendimento entre todas as raças, independente de seus credos e origens.