sábado, 8 de novembro de 2008

Para Del Piero


Sem você, a Juve perderia magia. Seria como um time sem alma. Um grupo sem um líder. Nunca foi necessário vê-lo em campo brigando com juízes ou distribuindo pontapés nos seus adversários. Seu estilo leal e combativo sempre foi o que o fez diferente dos outros jogadores. Vê-lo em campo é como olhar uma pintura inacabada no ateliê de um artista. A cada dia ela pode ser retocada, aliás, incrementada. Novos lances, toques de classe e maneiras diferentes e sutis de comemorar o momento mais sublime de um jogo de futebol: o gol. São essas coisas que colorem a tela da Tv e brindam nós, os fãs do futebol, privilegiados em poder vê-lo em campo.

Quando vejo uma partida da Juve, hoje, tenho olhos diferentes para você. Não é mais o olho juvenil de admiração pelo seu olhar intrigante. É um olhar de admiração pelo que você ainda é capaz de fazer com a bola nos pés. Vibro com seus gols, quase que da mesma forma que vibrava quando os comecei a ver despontar na Juve de Marcello Lippi, campeã em 95 um jovem jogador. Te via entrar em campo e me irritava. Perguntava por Baggio. Hoje, quando não o vejo em campo, sinto que falta aquele algo que só você dá ao time: coração.

Del Piero e Juventus são um. Não se separam. Caminham juntos na mesma direção. Até mesmo quando ela apontou para o buraco da Serie B. Sua grandeza de homem o fez dar ao time que tanto te deu o que ele mais precisava: um novo começo. Vocês recomeçaram. Del Piero sagrou-se campeão e artilheiro. A Juve retornou à Serie A pela porta da frente.

Sabe quando você admira um jogador e o acompanha até um dia? Achava que com você seria assim. Ledo engano. Seguir sua carreira é uma vantagem. Poderei no futuro vê-lo em vídeos e me lembrar que tive a sorte de tê-lo tido como ídolo. Uma imagem que jamais foi arranhada. E não seria. Sua grandeza de esportista e de ser humano permanecerão. Pena que no futebol de hoje quase não há Del Piero's. Mas não importa. Até nisso você é único.

Parabéns Alex pelos seus 34 anos. Tenho certeza de que depois de você, o futebol não será mais o mesmo pra mim. E aquele sonho de vê-lo ao vivo permanece aqui, guardado dentro de mim. Cheguei à sua cidade e ao seu estádio e espero de verdade chegar até você. Só preciso de mais um pouco de tempo. Você me dá?