sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Em Boca Fechada Não Entra Mosquito

Cannavaro: Nem sempre dizer o que pensa é o melhor negócio

O post de hoje é o primeiro escrito a quatro mãos no 'Blog PDV'. A idéia de escrever sobre esse polêmico tema surgiu de uma conversa no MSN com meu amigo Michel, costumaz pitaqueiro neste espaço.

É comum ouvirmos ou lermos na imprensa que as celebridades e os atletas de hoje pouco manifestam o que pensam e sentem, como se neles faltasse personalidade.

Curioso notar a reação dessa mesma imprensa e das pessoas quando alguém emite seu pensamento acerca de determinado assunto.

Em recente entrevista, o zagueiro do Real Madrid, Fabio Cannavaro declarou ser contra a união homossexual - aprovada pelo parlamento espanhol - e o estereótipo mafioso dos italianos retratado no filme Gomorra - pré-candidato ao Oscar de melhor filme estrangeiro - expondo seu lado conservador sobre os dois assuntos.

A primeira declaração causou indignação na comunidade gay italiana, que tem no galáctico um ícone de beleza masculina. Inconformado, Aurelio Marcuso, presidente da Arcigay, veio a público criticar a postura machista do compatriota.

Ora, sempre dizem que jogador de futebol é um ser alienado, sem opiniões próprias e que apenas fala obviedades. E agora quando um deles vem a público dizer o que pensa é recebido por uma saraivada de críticas como se ele fosse obrigado a defender uma causa que não é sua.

Cannavaro não é o primeiro a sofrer por expressar sua opinião. Antes dele, Paolo Di Canio, Cristiano Lucarelli, Christian Abbiati e, agora, Frédéric Kanouté foram alvo de críticas por suas posições políticas e ideológicas.

Mundo hipócrita esse em que vivemos. Cobra-se dos atletas atitudes que saiam do chamado clichê e quando uma opinião foge do politicamente correto ela é logo execrada pelos fiscais de plantão.

Nem parece que estamos no século XXI, em que a liberdade de expressão é mais do que um direito. Não se trata de defender ou não o homossexualismo, e sim, a garantia das pessoas de dizerem o que pensam e serem respeitadas por isso.

É por essas e outras que os famosos em geral se escondem atrás de carapaças insípidas, quase nunca se deixando ouvir, preferindo a tranquilidade do lugar comum.