terça-feira, 12 de maio de 2009

Io Tifo Samp!

Delio Rossi diz: 'Tudo em uma noite.'
Mazzarri completa: 'Já é uma vitória estarmos aqui.'

Depois de quatro finais consecutivas entre Roma e Internazionale, a final da Coppa Italia versão 2008-2009 trouxe surpresas. Duas equipes de posição média na tabela do italiano cuja temporada pode ser completamente redimensionada no momento em que uma delas alçar o troféu de campeã.

Uma delas marcará presença na nova Liga Europa, nova cara da Copa UEFA, projetada para ter seu pontapé inicial já na próxima temporada. Fato é que Lazio e Sampdoria tem seus caminhos cruzados antes mesmo dessa final ser concretizada. A sensação das 'piazze' é que o ciclo de seus treinadores já está no fim. Mazzarri é cotado para assumir a Lazio na próxima temporada.

Da Gazzetta.it

Se se vence, o paraíso. Se se perde, o inferno. Às vésperas da final da Coppa Italia, Delio Rossi sintetiza o quanto pesa para a temporada de seu time a partida contra a Sampdoria. 'Jogamos tudo em 90 minutos. A Lazio precisa estar concentrada e preparada para o momento até porque a vitória é importante para o time, a agremiação e para nossos torcedores, que nos últimos anos viram vencer somente os outros. Será uma partida única e meu futuro na Lazio não importa no momento. Da mesma forma, os resultados no campeonato contam pouco. As finais são histórias por si mesmas, e para vencer, devemos jogar com a cabeça e, sobretudo, com o coração. Certo que a pressão está maior para nosso lado, mas não devemos esquecer que nosso adversário quer o mesmo que nós.'

'Pela motivação e estímulo, a partida quase se assemelha a um clássico', começa a entrevista o capitão do time de Roma, Tommaso Rocchi. A tensão parece a mesma, como também parece ser a vontade de vencer. Não sei se estatrei em campo desde o primeiro minuto, mas caso o Mister decida me colocar em campo, ficarei preparado. O objetivo maior é conseguir a vitória e o título para o grupo, para os torcedores e não para mim mesmo.' Entretanto, as chances de Rocchi ser titular na partida desta noite são pequenas visto que Delio Rossi trenou a dupla de ataque composta por Zarate-Pandev. O macedônio, assim como Foggia estão recuperados e começam jogando (com o meio campo composto por Brocchi, Dabo e Ledesma). Caso a decisão seja por pênaltis, Rossi já tem em mente que quem deve ser chamado a tirare i rigore são aqueles jogadores que se sentem em condições, não aqueles que são melhores tecnicamente. Uma coisa é a disputa em treinos e a outra é diante de 70.000 pessoas.



Uma partida única em que o único resultado que conta é vencer. Para Walter Mazzarri assim é o jogo de amanhã. A Coppa Italia é o troféu que propiciaria à Sampdoria um salto de qualidade e fecharia com chave de ouro a temporada. O técnico blucerchiato procura frear o entusiasmo da cidade e dos jogadores, principalmetnte dos dirigentes. O adversário é a Lazio e a partida é no Estádio Olímpico. 'Para nós já é um motivo de orgulho estarmos na final depois de 11 anos. É um jogo a ser disputado e a vantagem está do lado daquele que consegue controlar os nervos. E depois, é preciso esquecer que são eles que jogam em casa, e no seue stádio.

Mazzarri não tem intenção de criar polêmicas, mesmo que Delio Rossi tenha deixado claro que a pressão está do lado dos laziali. 'É um fato evidente que a única partida será jogada no estádio de um dos times em jogo. Muitos questionaram o porquê da partida não ser realizada em campo neutro e na minha opinião, isso teria dado um maior equilíbrio à disputa, mas não quero fazer disso um álibi em caso de derrota.'

No mais, quero agradecer aos nossos torcedores (aproximadamente 20 mil) que irão nos ver.' A poucas horas da final, resta pouco para a Sampdoria preparar melhor suas estratégias. 'Tivemos apenas dois treinos e meio e neles tive que dar indicações mais objetivas sobre como será nossa atuação. Por muito tempo, nosso time esteve em páreo em três competições. Começamos a Copa UEFA vindos do Intertoto e há dois anos que estamos envolvidos em partidas como a desta semana, em que há qualificação direta ou em que tudo se decide em noventa minutos. De qualquer maneira, é uma honra estarmos na final após tantos anos: esse deve ser motivo de orgulho.'

Que vença o melhor! O futebol agradece.


Fotos do post: Gazzetta.it
Tradução: Cyntia