quinta-feira, 25 de junho de 2009

Goodbye Jill Munroe

Uma pantera toca o céu. Com graça e juventude. Traz consigo o sorriso de menina e a beleza de mulher que encantou e meteu medo nos valentões dos anos 80.

Uma boa parte de minha infância foi passada na frente das telas de TV. Gostava das séries de aventuras. E dentre eles, 'As Panteras' ou em inglês 'Charlie's Angels'. Tenho lembranças de que cada uma das minhas bonecas adquiriam vida própria nas histórias que via e depois repetia nas tardes em que brincava na minha 'casa de bonecas' no quintal de casa.

Esse espaço que criei me fez de alguma forma compensar a solidão de criança sem irmãos. Assim, podia estar sozinha e acompanhada das heroínas vestidas e elegantes que desfilavam talento a serviço de um misterioso Charlie.

Aos poucos sua beleza foi desaparecendo e as marcas da vida passaram a delinear seus traços ora graciosos. Do casamento com Ryan o'Neil ao ostracismo na carreira. Farrah Fawcett, 62 anos, praticamente sumiu das telas de TV, participando apenas de pequenas produções. A bravura e coragem que caracterizaram sua personagem na famosa série de TV, não foram suficientes para derrotar o mais duro vilão de que tivera conhecimento: um câncer retal. Na manhã de hoje, deixou este mundo para juntar-se aos anjos no céu. Os mesmos que guiaram sua carreira e estiveram ao seu lado durante seus últimos dias.

Farrah Fawcett (02/02/47 - 25/06/09)